Valério Vieira e a manipulação de imagens

Os Trinta Valérios, por Valério Vieira (1902)
Os Trinta Valérios, por Valério Vieira (1902)

Valério Vieira foi um inovador fotógrafo brasileiro, nascido em Angra dos Reis em 1862, que iniciou sua carreira na década de 1880, em cidades do Vale do Paraíba e Minas Gerais. Vieira ficou conhecido por suas manipulações de imagens e seu senso de humor que, frequentemente, era parte integrante de suas obras.

A sua obra mais conhecida é o autorretrato “Os Trinta Valérios”, de 1902, considerada um marco na história da fotografia no Brasil. A imagem retrata um concerto onde os músicos, a plateia, o garçom, os quadros na parede e o busto sobre o móvel têm o rosto do artista, totalizando trinta Valérios. Essa obra conquistou medalha de prata na Feira Internacional de Saint Louis, nos Estados Unidos em 1904. E permanece até hoje como um dos exemplos mais reconhecíveis da fotografia brasileira do início do século XX.

Os painéis de São Paulo

Em razão de sua grande habilidade técnica de Vieira foi convidado em 1905 a produzir um painel para a Prefeitura de São Paulo. Ele concebeu uma vista de 11 metros de comprimento a partir da torre da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, o ponto mais alto da cidade na época. O painel foi premiado na Exposição Nacional do Rio de Janeiro em 1908 e, entre 1919 e 1922, a Prefeitura de São Paulo encomendou outro painel com a mesma paisagem, mas com 14 metros de largura, como parte das comemorações do centenário da Independência do Brasil.

Exposição do 'Panorama nº 1' de Valério Vieira no Salão Progredior, em São Paulo, no ano de 1905

Exposição do ‘Panorama nº 1’ de Valério Vieira no Salão Progredior, em São Paulo (1905)

Os cartões de Boas Festas de Valério, assim como as suas fotomontagens, também eram carregados de humor. No ano de 1903, o rosto do artista substituia as flores de um buquê.

valério vieira-boasfestas

Cartão de Boas Festas, por Valério Vieira (1903)

Fonte: Itaú Cultural